domingo, 29 de março de 2009

Tentativa de Um Soneto de Paixão


Paixão, sentimento que entorpece,

Tormento que “emburrece”

Vão momento que entristece

A quem dela se envaidece.

Apaixonar: verbo que se quer intransitivo.

Que assim impeça de nas curvas derrapar

E na longa estrada se perder,

Sem amor para guiar.

Paixão, disfarçado perigo,

Sonho emocional de desejo enlouquecido,

Expresso em sussurros ao pé do ouvido.

Existisse no mundo paixão inteligível,

Não seria fantasia entorpecente,

A febre doente far-se-ia tangível.

Leandra Vianna

10 comentários:

natalia disse...

q bonito! adoreii


www.atmosferasombria.org

╬ Nothing has sense ╬ Felipesfr disse...

muito bom..
"emburrece".. achei essa difinição ótima.. nos faz bobos...
e sem a direção do amor, fica algo descontrolavel..

gostei de mais...

um sensivel e perfeito soneto..

Jééh disse...

Simplismente lindo *-*

Dário Souza disse...

Pauxão sentimento que emburrece, eu que o diga =/

sauzza disse...

Meu anjo,adorei seu post,seu texto é apaixonante viu....vc é ótima,será um prazer voltar para ler aos demais.......beijosssss.
É bacana dizer coisas sobre o amor né ?.....isso áqui é para você...
''Ferro contra o fogo,
fogo em meu corpo,
corpo ferrado pelo fogo,
fogo de um amor de ferro.''

Beijos linda.
boa sorte.

Airton disse...

poww
legal...meio txt amor eh uma coisa foasd
ahsuhausa

Marisa disse...

Lindo!!!!!!!
Parabéns!!!!!!!!!!!!

Amar tem que ser assim, esse confusão que nos faz amadurecer

Um abraço

Um oferecimento do neófito mas distinto: chip-novo.blogspot.com

Celma Araújo disse...

Humm que lindo!! adorei!!
bjos

Rogerio disse...

muito bom o poema...a paixão não ha explicação pra quem sente...

Caio Rudá disse...

Não gosto muito de poemas de amor. Não quando eles são sentimentos empurrados cheios de adjetivos e expressões comuns. Você conseguiu correr, em parte, disso.

De todo modo, pelo fato de ser um soneto, o resultado final saiu bacana :D